Contabilidade para escolas: qual a importância? Como aplicar?

qual a importância e como aplicá-la

Contabilidade para escolas? Assim como em um comércio ou indústria, as instituições de ensino precisam de atenção especial em relação às contas e ao pagamento de impostos. É para isso que existe a contabilidade para escolas, um serviço totalmente voltado para as necessidades desse nicho de mercado.

Com a prática correta de rotinas financeiras e pagamento de tributos, a empresa se mantém dentro do que é exigido por lei, consegue aplicar investimentos e aumentar os lucros.

Saiba mais sobre o assunto lendo este post completo!

Qual a importância da contabilidade para escolas?

O exercício da contabilidade permite uma melhor gestão financeira da instituição, de modo que as contas fiquem sempre em dia. Isso só é possível com um controle minucioso.

Além disso, é importante ter organização quanto aos documentos fiscais provenientes de fornecedores, contratos de locação, entre outras origens.

Vale citar que por mais que haja a preocupação em oferecer um serviço de qualidade, capaz de trazer valor à vida dos estudantes, a escola é considerada uma empresa e deve proporcionar lucro para que seja viável como negócio.

Quais são os impostos previstos para uma escola?

Para entender melhor como funciona a contabilidade para escolas, conheça cada um dos impostos que incidem sobre essas organizações.

Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ): Contabilidade para escolas

A escola deve pagar uma tributação sobre os rendimentos obtidos na prestação de serviços, assim como acontece com organizações de outros setores.

O valor mínimo é de 15% sobre o lucro real apurado, mas esse índice pode variar de acordo com o regime tributário no qual a instituição se encaixa.

Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL)

Esse imposto cobre a seguridade social e parte dos benefícios pagos aos funcionários. Tem uma alíquota base de 9% sobre o lucro apurado.

Contribuição de Financiamento para Seguridade Social (COFINS)

A cobrança de COFINS incide sobre escolas que se encaixam nos regimes de Lucro Real ou Presumido.

Quando a base de incidência é a receita operacional bruta, o valor do imposto é de 3%. Já em regimes não cumulativos, a tributação sobe para 7,6%.

Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS)

As alíquotas de ISS variam de acordo com o município no qual a escola está localizada. A taxa mínima de cobrança é de 2% calculados sobre a receita bruta.

Contabilidade para escolas: Programa de Integração Social (PIS)

A cobrança do PIS é feita de acordo com o regime tributário no qual a empresa se encaixa, que pode ser cumulativo ou não.

O percentual varia entre 0,65% e 1,65%, incidente sobre o faturamento mensal da instituição.

INSS Patronal

O INSS Patronal corresponde a 20% do total da folha de pagamento da escola, incluindo salários dos funcionários registrados e acertos com prestadores de serviço.

Como ocorre a tributação das escolas?

Ao abrir uma instituição de ensino, você pode enquadrá-la em três categorias diferentes de cobrança de impostos: o Simples Nacional, o Lucro Real e o Lucro Presumido.

Simples Nacional

São os estabelecimentos com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões. Nessa categoria, todos os impostos são retidos por meio de uma arrecadação única mensal, o que facilita bastante a gestão contábil.

É o regime ideal para micro e pequenas empresas, que ainda estão começando ou que contam com um número reduzido de alunos.

Lucro Real

No Lucro Real, os impostos são recolhidos separadamente. Trata-se de um regime mais complexo de tributação, que costuma ser aplicado em organizações de maior porte.

Nesse regime, há a incidência de Imposto de Renda, adicional de IR e Contribuição Social, além de PIS e COFINS.

Para contribuir dentro do regime de Lucro Real, a escola deve ter um lucro acima de R$ 78 milhões por ano.

Lucro Presumido

As instituições com lucro líquido de até R$ 78 milhões são enquadradas no Lucro Presumido. Esse regime conta com uma alíquota fixa de tributação, com porcentagem de 32% sobre o lucro apurado pelas escolas.

Para as instituições que se encaixam no Lucro Presumido, os impostos cobrados são o Imposto de Renda, a Contribuição Social e o ISS. Também incidem PIS e COFINS.

Como fazer a contabilidade para escolas?

Vale adotar uma rotina para que a administração financeira, tributária e fiscal não seja um problema. Destacamos aqui os pontos mais importantes.

Tenha um bom fluxo de caixa

Com o fluxo de caixa, você consegue controlar todas as entradas e saídas de dinheiro do estabelecimento, entre despesas fixas e variáveis.

Isso ajuda a ter um controle da inadimplência, manter as contas em dia e evitar gastos excessivos.

O fluxo de caixa é o primeiro passo para uma administração financeira clara e eficiente.

Guarde todos os documentos

No dia a dia, alguns comprovantes ou recibos acabam espalhados, ou perdidos. Não deixe isso acontecer!

Tenha um controle cuidadoso de todos os documentos e notas fiscais. Separe-os por categoria e mantenha toda a papelada organizada. Isso poupa tempo e evita problemas.

Faça um acompanhamento preciso

Além de armazenar corretamente os documentos, conte com um software ou planilha para registrar as datas de vencimento, o que foi pago e o que ainda está pendente.

Com uma rotina corrida, é comum que algumas datas sejam esquecidas. Um controle visual é indispensável para se livrar desses problemas. 

Assim, é possível evitar a cobrança de juros e multa por atraso, e até o corte de serviços essenciais em situações mais graves.

Contabilidade para escolas: Tenha visão empreendedora

A escola deve ser vista como um negócio, mas sem deixar o seu objetivo principal de lado que é a oferta de um ensino de qualidade para seus alunos E do que uma empresa precisa para crescer? Investimentos em manutenção, marketing, excelente atendimento ao cliente, entre outros pontos, certo?

Sua instituição de ensino também precisa estar atenta a esses detalhes. Apenas com essa abordagem é possível tratar o empreendimento com a seriedade necessária e administrá-lo corretamente.

Conte com um parceiro de confiança

A contabilidade para escolas pode ser um pouco complexa, mas não precisa ser um ponto a mais de preocupação para o gestor.

Contar com um parceiro competente, capaz de administrar as contas da instituição, traz mais tranquilidade em relação a esse aspecto da administração e permite o foco em outras questões importantes para o negócio, como a questão pedagógica, por exemplo.

Ficou mais claro como funciona a contabilidade para escolas? Ter essas informações é importante para acompanhar a prestação de contas e, principalmente, conhecer um pouco mais dos tributos aplicados.

Se você precisa de ajuda nesse sentido, entre em contato conosco e conheça os nossos serviços!

Sobre a Express CTB

A Express CTB é uma accountech que tem o objetivo de democratizar as soluções empresariais para negócios. A Express CTB auxilia na legalização de empresas, certificações digitais, impostos, finanças, assuntos jurídicos, departamentos de contas, entre outros, em poucos minutos, com tecnologia e consultoria especializada. www.expressctb.com.br. 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no whatsapp

OUTRAS PUBLICAÇÕES